Carregando

Blog do Dr. Thiago Iria


Tudo sobre Lipoaspiração

O que é e como funciona a Lipoaspiração?

Lipoaspiração, por vezes referido como “lipo” pelos pacientes, desliza e remodela áreas específicas do corpo, removendo o excesso de depósitos de gordura e melhorando seus contornos e proporções.

 A vantagem da lipoaspiração

  • Um tratamento pode ser tudo o que você precisa para reformular áreas problemáticas
  • Tratar mais áreas – e áreas maiores – em um procedimento
  • Pode ser realizado com anestesia local ou geral
  • Resultado mais consistente e previsível do que os tratamentos não invasivos

 O que a lipoaspiração pode tratar

  • Coxas
  • Quadris e nádegas
  • Abdômen e cintura
  • Braços superiores
  • Costas
  • Joelho interno
  • Área de peito
  • Bochechas, queixo e pescoço
  • Tornozelos

A lipoaspiração pode ser realizada isoladamente ou junto com outros procedimentos de cirurgia plástica, como um facelift , redução de mama ou uma abdominoplastia .

 O que a lipoaspiração não pode fazer

Lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade ou um substituto para uma dieta adequada e exercício físico.

Também não é um tratamento eficaz para a celulite – a pele com covinhas que normalmente aparece nas coxas, quadris e nádegas – ou a pele flácida solta.

Quem é um bom candidato para lipoaspiração?

Em geral, bons candidatos para uma lipoaspiração incluem:

  •  Adultos com 30% do seu peso ideal, com pele firme e elástica e bom tônus ​​muscular
  • Indivíduos saudáveis ​​que não têm uma doença com risco de vida ou condições médicas que podem prejudicar a cura
  • Não fumantes
  • Indivíduos com uma perspectiva positiva e objetivos específicos em mente para o contorno corporal

Se você está incomodado pelo excesso de gordura localizada em qualquer parte do seu corpo que não responde à dieta ou ao exercício, a lipoaspiração pode ser o ideal para você.

 Durante sua consulta esteja preparado para discutir:

  • Seus objetivos cirúrgicos
  • Condições médicas, alergias a medicamentos e tratamentos médicos
  • Medicamentos atuais, vitaminas, suplementos de ervas, álcool, tabaco e uso de drogas
  • Cirurgias anteriores

 Seu cirurgião também irá:

  • Avaliar seu estado geral de saúde e quaisquer condições de saúde pré-existentes ou fatores de risco
  • Tirar fotografias
  • Discutir suas opções de lipoaspiração
  • Recomendar um curso de tratamento
  • Discutir os resultados prováveis ​​da lipoaspiração e quaisquer riscos ou possíveis complicações

 A consulta é a hora de fazer perguntas ao seu cirurgião plástico.

É muito importante entender todos os aspectos do seu procedimento de lipoaspiração.

É natural sentir alguma ansiedade, seja a excitação do novo visual antecipado ou um pouco de estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir esses sentimentos com seu cirurgião plástico.

 Quais são os riscos da lipoaspiração?

A decisão de fazer uma cirurgia plástica é extremamente pessoal. Você terá que decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e possíveis complicações da lipoaspiração são aceitáveis.

Você será solicitado a assinar formulários de consentimento para garantir que você entenda completamente o procedimento e quaisquer riscos e possíveis complicações.

Os riscos de lipoaspiração incluem:

  •  Riscos de anestesia
  • Contusão
  • Mudança na sensação da pele que pode persistir
  • Danos a estruturas mais profundas, como nervos, vasos sangüíneos, músculos, pulmões e órgãos abdominais
  • Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares
  • Acumulação de fluidos
  • Infecção
  • Contornos irregulares ou assimetrias
  • Pigmentação irregular
  • Necessidade de cirurgia de revisão
  • Inchaço persistente
  • Cicatrização deficiente
  • Pele ondulante ou solta, agravamento da celulite
  • Inchaço
  • Queimadura térmica ou lesão por calor de ultra-som com a técnica de lipoplastia assistida por ultra-som

Esses riscos e outros serão discutidos integralmente antes do seu consentimento. É importante que você resolva todas as suas dúvidas diretamente com seu cirurgião plástico.

Procedimentos secundários às vezes podem ser recomendados para reduzir o excesso de pele. Considerações especiais são necessárias quando grandes quantidades – geralmente mais de cinco litros de gordura – são aspiradas.

 Como devo me preparar para a lipoaspiração?

Na preparação para a cirurgia de lipoaspiração , você pode ser solicitado a:

  • Fazer testes de laboratório ou uma avaliação médica
  • Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais
  • Parar de fumar
  • Evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e suplementos de ervas, pois eles podem aumentar o sangramento

A lipoaspiração deve ser realizada em uma instalação cirúrgica credenciada localizada no consultório, em um centro cirúrgico ambulatorial licenciado ou em um hospital.

Certifique-se de providenciar alguém para levá-lo de e para a cirurgia e ficar com você pelo menos na primeira noite após a cirurgia. Quais são os passos de um procedimento de lipoaspiração?

procedimento de lipoaspiração inclui os seguintes passos:

Passo 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As escolhas incluem anestesia local, sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor escolha para você.

Passo 2 – A incisão

A lipoaspiração é realizada através de pequenas incisões discretas.

Primeiro, a anestesia local diluída é infundida para reduzir o sangramento e o trauma. Em seguida, um tubo oco fino, ou cânula, é inserido através das incisões para soltar o excesso de gordura usando um movimento para frente e para trás controlado. A gordura desalojada é então aspirada para fora do corpo usando um vácuo cirúrgico ou uma seringa ligada à cânula.

Áreas problemáticas que podem ser abordadas com lipoaspiração

lipo 1 lipo 2

Passo 3 – Veja os resultados

Seu contorno corporal melhorado será aparente uma vez que o inchaço e a retenção de líquidos comumente experimentados após a lipoaspiração diminuam.

lipo 3lipo 4

O que devo esperar durante a minha recuperação de lipoaspiração?

Durante a sua recuperação , uma roupa de compressão ou ligaduras elásticas podem cobrir as áreas de tratamento assim que o procedimento for concluído. Estes ajudam a controlar o inchaço e comprimir a pele aos seus novos contornos do corpo.

Além disso, pequenos drenos temporários podem ser colocados nas incisões existentes sob a pele para remover qualquer excesso de sangue ou líquido.

Você receberá instruções específicas que podem incluir:

  • Como cuidar do local da cirurgia e drenos
  • Medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cura e reduzir o potencial de infecção
  • Preocupações específicas a procurar no local da cirurgia ou na sua saúde geral
  • Quando acompanhar seu cirurgião plástico

Não se esqueça de fazer perguntas específicas ao seu cirurgião plástico sobre o que você pode esperar durante o período de recuperação individual:

  • Para onde vou ser levado depois que minha cirurgia estiver completa?
  • Que medicação será dada ou prescrita após a cirurgia?
  • Terei curativos / bandagens após a cirurgia?
  • Durante quanto tempo usarei a roupa de compressão?
  • Os pontos são removidos? Quando?
  • Quando posso retomar a atividade normal e o exercício?
  • Quando retorno para o atendimento de acompanhamento?

Pode levar vários meses para o inchaço se dissipar completamente. Ao fazê-lo, seus novos contornos e sua autoimagem aprimorada devem continuar a se desenvolver.

Quais resultados devo esperar após a lipoaspiração?

Os resultados da lipoaspiração serão duradouros, desde que você mantenha um peso estável e uma aptidão geral.

Seu contorno corporal melhorado será aparente quando o inchaço e retenção de líquidos comumente experimentados após a lipoaspiração diminuir.

À medida que seu corpo envelhece, é natural perder alguma firmeza, mas a maior parte de sua melhora deve ser relativamente permanente.

Embora bons resultados sejam esperados do seu procedimento, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível alcançar os melhores resultados com um único procedimento cirúrgico e outra cirurgia pode ser necessária.

Seguir as instruções do seu médico é fundamental para o sucesso da sua cirurgia.

É importante que as incisões cirúrgicas não sejam submetidas a força excessiva, inchaço, abrasão ou movimento durante o tempo de cicatrização. Seu médico lhe dará instruções específicas sobre como cuidar de si mesmo.

Fonte/tradução: https://www.plasticsurgery.org

 

 

Postado por em - Sem Comentários


Como anda a sua Auto-Imagem? Inicie o ano agradecendo.

Você já deve ter ouvido a célebre frase: Ano Novo, Vida Nova.

As promessas de início do ano nos dão um “gás” diferente, uma esperança de que tudo será melhor. Seremos triatletas (sem nem mesmo fazer uma única caminhada por dia), teremos mais foco, mais confiança, mais tudo.

Acontece que tem uma face sua, interna, que será fundamental para dizer se isso tudo vai funcionar mesmo ou serão apenas planos. É a sua auto-imagem.

O que é Auto-Imagem?

A auto-imagem é vista pela psicologia como a chave da personalidade e da conduta humana. Ela determina as fronteiras da capacidade individual, definindo o que se deve e o que não se deve fazer.

Quando a pessoa desenvolve uma auto-imagem adequada e realista, ela adquire novas capacidades e talentos, transformando aquilo que antes eram erros e falhas em acertos.

O que acontece é que essa construção parte muito mais das nossas vivências do que do conhecimento intelectualizado. Se as vivências até o momento foram recheadas de fracassos, chacotas e erros, tendemos a construir uma auto-imagem pessimista.

O ponto da virada é quando entendemos que da mesma forma que desenvolvemos nossa auto-imagem através de experiências vividas no passado, podemos também mudá-la por vivências atuais.

Assim como podemos alterar nossa face física através de cirurgias plásticas, também podemos mudar nossa face mental através de outra percepção de quem somos, nossas capacidades, nossos pontos fortes.

Cirurgia Plástica e Auto-Imagem

Com relação a personalidade, as incisões feitas através de uma cirurgia plástica não ficam apenas na superfície da pele, elas vão até o fundo da psiquê do indivíduo.

Quando aquilo que nos incomoda fisicamente é alterado, corrigido, muitas vezes nos transformamos como um todo, ganhando a autoconfiança que antes não existia.

Mas existem pessoas que, mesmo após a correção de todos os pequenos defeitos que enxergavam, ainda continuam se sentindo “diferente”, com os mesmo complexos de inferioridade.

Foi através de vários estudos com esses indivíduos que a psicologia chegou a conclusão de que a mera reconstrução da imagem física não é a chave real para a mudança de uma personalidade.  É essa face interna, não-física, que fará o indivíduo ter uma conduta positiva ou negativa frente a vida.

A Gratidão

É importante saber que nosso sistema nervoso não estabelece diferença entre experiências reais e imaginadas. Isso explica porque as pessoas que reclamam não melhoram nunca.

Quando preenchemos nosso mundo de suposições, muitas vezes acabamos acreditando que essas coisas são reais. Então, porque não encher a vida de coisas boas? Acordar agradecendo o dia, agradecer pelo que temos, pelo corpo, pela vida, pelas oportunidades. Agradecer nos imaginando exatamente como desejamos, saudáveis, felizes. Aos poucos vamos acreditando nesta realidade e nosso mundo interno começa a se transformar. E pasme, você não estará contando mentiras sobre si. Estará apenas se olhando por um outro ponto de vista.

Lembra da história do copo meio cheio ou meio vazio? Olhar pelo meio cheio pode transformar sua auto-imagem.

Então te convido: vamos começar o ano agradecendo?

 

Conteúdo baseado no artigo do Psicoterapeuta Osmar Francisco dos Santos

 

Postado por em - Sem Comentários


MASTOPEXIA: A cirurgia que possibilita seios bonitos com ou sem prótese.

MASTOPEXIA: A cirurgia que possibilita seios bonitos com ou sem prótese.

A MASTOPEXIA (ou Lifting Mamário) está indicada no tratamento dos casos de ptose (queda) mamária. Esta pode ser decorrente da influência de fatores como o peso das mamas nos casos de hipertrofia mamária, idade, alterações hormonais, qualidade da pele, etc.

Tipos de Ptoses

Tipos de Ptoses

A cirurgia pode envolver reposicionamento da aréola ou do mamilo, levantamento do tecido mamário e remoção de pele.

img_Mastopexia

O procedimento é realizado sob anestesia geral ou anestesia local, acompanhada de sedação. As incisões são feitas abaixo da aréola, ao redor dela e ao nível sulco sob o seio. Pelos cortes feitos, remove-se todo o excesso de pele da mama inferior, o mamilo, a aréola e todo o tecido das mamas são reconstruídos em uma nova posição, de tal forma que se consiga o levantamento das mamas.

Confira nosso vídeo que explica os detalhes que estão por trás dos procedimentos relacionados a mama.


MASTOPEXIA SEM PRÓTESE

mastopexia sem prótese (ou implante) é recomendada para as mulheres com os seios ligeiramente flácidos, mas que não querem aumentar o seu volume. Neste caso, é possível aproveitar os tecidos do seio, reposicioná-los e tratar o excesso de pele.

img_mastopexia_03

MASTOPEXIA COM PRÓTESE

mastopexia com prótese de silicone é recomendada para as mulheres que, além de quererem levantar os seios, desejam aumentar o seu volume. Este procedimento geralmente é realizado em mulheres com seios com pouco volume e excesso de pele.

img_mastopexia_04

 

CICATRIZES

No lifing de seios existem também cicatrizes, dependendo do grau da queda mamaria e da técnica utilizada elam requerem muitos meses ou até anos para desaparecer. No entanto, elas, geralmente, são bem discretas. Nos primeiros dias é normal que as cicatrizes fiquem altas e avermelhadas, dando a sensação de coceira, mas com o passar das semanas, elas clareiam e ficam uniformes.

Podem ser em formato “T”, em “L”, “I” ou periareolar. Vai depender do tamanho e grau de flacidez de cada mama.

Toda cicatriz passará por diferentes fases:

a) PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia. Apresenta-se pouco visível e algumas apresentam uma reação discreta aos pontos ou ao curativo.

b) PERÍODO MEDIATO:  Vai do primeiro ao 12º mês. Neste período acontece um espessamento normal da cicatriz, e mudança na tonalidade da sua cor. Pode passar do “vermelho” para o “marrom” mas, aos poucos, vai clareando.

c) PERÍODO TARDIO: Vai de 1 ano a 1 ano e meio. A cicatriz torna-se mais clara e menos consistente, atingindo assim o seu aspecto definitivo. A avaliação do resultado definitivo da cicatriz das mamas deverá ser feita após este período.

Certas pacientes apresentam uma tendência à cicatrização hipertrófica ou ao queloide. Pessoas de pele clara tem menor probabilidade de sofrer desta complicação cicatricial. Porém existem diversas opções para a prevenção e o tratamento destas cicatrizes que serão prescritos no seu devido tempo de cicatrização.

 

PREPARO PARA MASTOPEXIA

O preparo para mastopexia inclui:

  • Evitar fumar 2 semanas antes da cirurgia;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas pelo menos no dia anterior à cirurgia;
  • Interromper o uso de medicamentos anti-inflamatórios, principalmente com ácido acetil salicílico, como aspirina, anti-reumáticos, aceleradores do metabolismo, como anfetaminas, fórmulas para emagrecimento, Vitamina E 2 semanas antes da cirurgia;
  • Estar em jejum absoluto de 8 horas;
  • Não usar anéis, brincos, pulseiras e outros objetos de valor no dia da cirurgia.

Além disto, é importante levar para o hospital ou clínica todos os exames que o cirurgião plástico pediu.

A recuperação após mastopexia, geralmente, é rápida e tranquila. Contudo, é normal a paciente sentir um leve desconforto, sensação de peso ou alteração na sensibilidade dos seios devido à anestesia.

Depois da cirurgia, a mulher deve ter certos cuidados, como:

  • Evitar esforços no dia da cirurgia, como caminhadas longas ou subir escadas;
  • Permanecer deitada com a cabeceira da cama elevada a 30º ou sentada nas 24 h após a cirurgia;
  • Evitar deitar de barriga para baixo ou de lado com o seio operado apoiado nos primeiros 30 dias após a cirurgia;
  • Evitar exposição ao sol durante 3 meses após a cirurgia;
  • Utilizar sutiã modelador, sem costuras, durante 24 horas por 30 dias após a cirurgia e depois mais durante 30 dias, mas só durante a noite;
  • Evitar movimentos de grande amplitude dos braços, como levantar ou carregar pesos;
  • Fazer massagens com as mãos nos seios no mínimo 4 vezes por dia;
  • Realizar uma alimentação saudável, preferindo legumes, frutas e carnes brancas;
  • Evitar a ingestão de doces, frituras, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

O resultado final da cirurgia pode ser visto dentro de 1 mês, mas a mulher pode voltar ao trabalho dentro de aproximadamente 10 dias após a cirurgia. Porém, só 40 dias após a cirurgia é que se pode voltar a dirigir e os exercícios físicos leves, como caminhada, por exemplo, podem ser reiniciados dentro de 1 mês.

 

 

 

 

Postado por em - Sem Comentários

Dermolipectomia Dorsal (ou Torsoplastia)

A Dermolipectomia Dorsal, ou Torsoplastia, consiste na retirada de pele na região dorsal (das costas).

A indicação deste procedimento é para pacientes que perderam muito peso e com grande quantidade de dobras circunferências (anterior, posterior e laterais). O procedimento é realizado junto com a abdominoplastia. Pacientes que perderam muito peso e realizam a abdominoplastia, geralmente apresentam pele sobrando na região dorsal (costas), a qual só será retirada pela torsoplastia.

A cirurgia consiste no prolongamento da incisão da abdominoplastia, que irá até as costas, desta forma retirando gordura deste local onde a cicatriz permanecerá escondida na roupa íntima ou biquíni, conforme demostrado na ilustração abaixo:

dermolipectomia_dorsal

A anestesia poderá ser peridural (com sedação) ou anestesia geral.

Orientamos no pós-operatório, que se utilize malha compressiva e meia antitrombótica por pelo menos 30 dias, evitar agachar por três dias e evitar executar atividades físicas intensas nos primeiros meses, assim como correr é importante evitar correr e subir escadas por pelo menos 60 dias.

Sempre é de extrema importância seguir todas as orientações médicas, usar o anticoagulante por pelo menos uma semana depois da cirurgia, etc.

Dentre as complicações possíveis da abdominoplastia, podem ser citados: hematoma, seroma, infecção, necrose (sofrimento da pele), deiscência (abertura da sutura), quelóide, trombose, embolia, problemas anéstesicos. Por serem as complicações mais freqüentes em paciente fumantes, estes devem se abster do cigarro por um mês antes da cirurgia, para minimizar os riscos. No caso de uso de anticoncepcional oral, deve-se suspender o uso 1 mês antes da cirurgia, período no qual outro método anticoncepcional deve ser adotado.

O resultado definitivo da torsoplastia é atingido após 6 meses da cirurgia, período necessário para a acomodação dos tecidos e amadurecimento da cicatriz.

Caso tenha dúvidas específicas, nos escreva para: contato@drthiagoiria.com.br, ou agente uma consulta pelo site: www.drthiagoiria.com.br para que possamos realizar um diagnóstico mais preciso.

Postado por em - Sem Comentários

ESTÉTICA – BIOMODULAÇÃO ASSOCIADO À DRENAGEM LINFÁTICA NO PÓS-OPERATÓRIO. (por Patrícia Michelli)

Reparação Tecidual e Biomodulação nos procedimentos Pós Operatórios em Cirurgia Plástica com Laser de Baixa Intensidade (Potência).

laser 1

Hoje já é possível oferecer um pós-operatório mais adequado e menos traumático, há vários estudos publicados que comprovam que a fototerapia (Laser) de baixa intensidade ou potência, possui a capacidade de proporcionar uma reparação tecidual muito mais rápida, diminuindo assim o tempo de desconforto de um Pós Operatório no processo cicatricial.

laser
O laser possui efeitos fotoquímicos, fotofísicos e fotobiológicos, que podem ser divididos de duas formas, sendo em curto prazo onde as respostas teciduais podem ser visualizadas minutos após a aplicação do laser e, à longo prazo, onde os efeitos são observados em um período de horas ou dias após a irradiação.

Entre as vantagens da utilização do laser, destaca-se: 
• Sua alta precisão, podendo ser aplicado em pontos específicos, minimizando o dano tecidual adjacente;
• A ausência de contato permite um procedimento não invasivo, deixando os campos operatórios livres;
• É intrinsecamente estéril, diminuindo a possibilidade de infecção pós-operatória;

O laser terapêutico de baixa intensidade tem sido amplamente utilizado para tratamentos alternativos e não invasivos, promovendo aceleração nos processos de cicatrização, redução da dor, edema (inchaço), reduzindo a inflamação.

A técnica é associada a drenagem linfática, não oferece nenhum risco ao paciente, tornado o procedimento ainda mais eficaz.

Para maior comodidade realizo atendimento domiciliar para pacientes que realizaram cirurgia plástica.

ass_patricia

* A Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Thiago Iria agradece a esteticista Patrícia S. Michelli pela sua colaboração, estamos abrindo nossos canais de comunicação para que profissionais de estética de Umuarama e região possam informar e divulgar os benefícios e as novidades dos procedimentos estéticos.

** A Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Thiago Iria não tem nenhuma relação comercial com as profissionais apresentadas, convidamos profissionais que nos foram indicadas por pacientes com o intuito de compartilharmos e divulgarmos informações que atendam aos anseios do mesmo.

Postado por em - Sem Comentários

ESTÉTICA – O QUE É DRENAGEM LINFÁTICA (por Fátima Oliveira)

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que trabalha o sistema linfático, estimulando-o a trabalhar de maneira mais eficiente, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos, eliminando o excesso de líquido e toxinas. A drenagem reduz a celulite, atenua problemas circulatórios e varizes. Além de ajudar muito no pré e o pós-operatório de cirurgias plásticas.

drenagemLinfatica

O método de drenagem linfática manual surgiu em Paris e foi desenvolvido pelo terapeuta dinamarquês Emil Vodder que trabalhava junto com sua esposa, na Riviera Francesa. A técnica é muito mais popular na Europa que no Brasil, apesar dos brasileiros já terem conhecimento dos benefícios da drenagem a alguns anos de forma preventiva, estética ou terapêutica.

A massagem consiste em manobras suaves, lentas, rítmicas, relaxantes e precisas, visando aperfeiçoar as funções do sistema linfático que é uma via secundária de acesso, em que os líquidos, as proteínas e pequenas células são devolvidos ao sistema venoso. As manobras são realizadas com os dedos ou as mãos de acordo com a zona do corpo, sempre no sentido fisiológico da drenagem, ou seja, dos membros em direção ao corpo, ajudando os líquidos a seguirem o caminho linfático. Além de transportar o líquido intersticial, proteínas e gorduras, a drenagem contribui com o sistema imunológico, aumentando o número de glóbulos brancos, que são as substâncias responsáveis pelas defesas do organismo.

mapa_de_ganglios

Ganhando força nos tratamentos clínicos e estéticos no Brasil, temos na drenagem linfática uma forma de tratamento promissora, sejam elas estéticas, como a celulite e a gordura localizada, como patológicas, como o linfedema, lipoedema e insuficiência cardíaca. Surge daí um conflito entre profissionais que distorcem o real efeito da massagem, aplicando técnicas dolorosas e ineficazes durante as sessões e colocando em risco a saúde de suas pacientes. Ao contrário do que se pensa uma drenagem linfática executada de forma correta não deixa a paciente com hematomas (manchas roxas) ou com dores pelo corpo.

Drenagem-linfática-1

O ideal é fazer a massagem de duas a três vezes por semana.

INDICAÇÕES:
• Insuficiência cardíaca;
• Elefantíase, linfedema, lipoedema;
• Em pós cirúrgico de cirurgias reparadoras ou estéticas, acelera a recuperação do organismo, atenua as cicatrizes, evita fibroses e auxilia a minimizar os hematomas;
• Perda de tônus da pele;
• Cólicas menstruais;
• Dores nas pernas e sensação de peso, principalmente em gestantes;
• Prevenção e tratamento contra a celulite;
• Elimina toxinas evitando a formação de nódulos linfáticos;
• Elimina o líquido acumulado nos tecidos que causam inchaço e edema;
• Melhora o metabolismo, melhora a circulação sanguínea e linfática, aumenta a nutrição e oxigenação tecidual e circulação linfática;
• Melhora o sistema imunológico.

CONTRA-INDICAÇÕES:
Praticamente todas as pessoas podem se beneficiar com a drenagem linfática, não é necessário  estar com algum problema para fazê-la. No entanto, como todo procedimento tem indicações e contra-indicações, é importante ter atenção para os seguintes casos: não se deve fazer drenagem em casos de febre, trombose venosa profunda, infecções agudas, abscesso, nódulos não identificados, alterações cardíacas recentes ou descompensadas e quando existe a suspeita ou se está em tratamento de câncer.

Pessoas cardíacas ou com a pressão alta possuem contraindicações relativas, e o caso deverá ser avaliado durante a anamnese, por isso é tão importante procurar um profissional competente.

NÚMERO DE SESSÕES: de 6 a 10 – 1 até 3 vezes por semana (variando conforme avaliação profissional e objetivos do tratamento).

DURAÇÃO DA SESSÃO:
Facial – de 30 / 40 min.
Corporal – de 50 / 60 min.

ass_Fatima

* A Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Thiago Iria agradece a esteticista Fátima Oliveira pela sua colaboração, estamos abrindo nossos canais de comunicação para que profissionais de estética de Umuarama e região possam informar e divulgar os benefícios e as novidades que a estética está trazendo.

** A Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Thiago Iria não tem nenhuma relação comercial com as profissionais apresentadas, convidamos profissionais que nos foram indicadas por pacientes com o intuito de compartilharmos e divulgarmos informações que atendam as buscas de nosso público.

Postado por em - Sem Comentários